Blog


Casa com crianças: aprenda como manter o ambiente seguro

13 de agosto de 2018

Casa com crianças é sinônimo de alegria. Os pequenos costumam brincar, atrair a atenção dos pais e das visitas e causar muitas gargalhadas. Por outro lado, os responsáveis precisam tomar bastante cuidado no que diz respeito à segurança do ambiente. Afinal de contas, a curiosidade típica da infância pode ser perigosa.

De acordo com informações do Ministério da Saúde, 13 crianças morrem por dia no Brasil devido a diversos tipos de acidentes domésticos. Especialistas afirmam que 90% desses contratempos podem ser evitados. É justamente por isso que os pais devem minimizar as chances de qualquer problema sério acontecer.

Apenas observando o dado acima já deu pra perceber que manter o lar seguro para os pequenos é fundamental, não é verdade? No texto de hoje, vamos nos aprofundar nesse tema. Se interessa pelo assunto? Então continue a leitura, pois trazemos as principais dicas para evitar acidentes domésticos envolvendo crianças. Confira!

Proteja as tomadas

Para começar, vale destacar um item primordial: fios desencapados são proibidos em casa com crianças! Além disso, outros cabos que possam ser puxados pela mão figuram como elementos perigosos para os pequenos.

Permanecendo no âmbito da alta tensão elétrica, as tomadas precisam estar cobertas por fitas isolantes ou protetores de qualidade. Crianças costumam se sentir atraídas pelos pequenos buracos na parede, sabe-se lá por quê. Qualquer voltagem é perigosa a partir dos 50 volts.

Outras dicas valiosas são a renovação das instalações elétricas a cada dez anos, o desligamento de todos os equipamentos em meio a tempestades e o uso de tomadas embutidas, por exemplo.

Coloque grades nas janelas

A curiosidade também pode fazer com que as crianças queiram saber o que há ”lá embaixo”. Sacadas são um prato cheio para elas saciarem essa vontade. É exatamente por causa desse perigo que as janelas precisam sempre de proteção e as grades são ótimas alternativas.

Como se não bastasse a prevenção contra quedas de grandes alturas, as grades em janelas ainda atuam como medidas protetivas para evitar que os pequenos se percam. Sim: mesmo dentro de casa, uma simples ida ao jardim é capaz de se transformar em uma brincadeira de esconde-esconde indesejada.

Instale um sistema de alarme

Hoje em dia, a instalação de sistemas de alarme virou praxe para quem tem condições financeiras. Em uma casa com crianças, então, esse hábito ganha ainda mais importância. Afinal de contas, nunca é demais colocar novos empecilhos aos criminosos.

Partindo do princípio de que as portas de entrada devem estar sempre fechadas, o alarme atua como uma espécie de auxiliar dos pais no que diz respeito à segurança. No caso de residências maiores, é comum que as crianças fiquem sozinhas em determinados cômodos e, por isso, qualquer disparo vira sinal de alerta.

Deixe materiais de limpeza fora de alcance

Garrafas ou tubos feitos com consistência e pesos semelhantes representam um risco para crianças. Refrigerantes, água, sucos ou desinfetante. Nada garante que os pequenos não podem confundi-los. Pelo contrário. Por isso, é primordial manter os materiais de limpeza longe do alcance deles.

Há cerca de um ano e meio, uma bebê foi vítima do engano da avó, que se deixou levar pela semelhança de duas embalagens de conteúdos absolutamente distintos. Casos como esse exigem atenção redobrada com pequenos detalhes. Então, enfatizamos: guarde produtos tóxicos em locais altos, de preferência com travas.

Tome cuidado com o fogão

Os botões de acionamento do fogão são fáceis de manusear. Crianças com a altura mínima para ter acesso a eles têm a possibilidade de causar acidentes perigosos. Elas precisam do alerta repetitivo dos pais para passar longe desse tipo de eletrodoméstico. Vale, ainda, dar prioridade aos fogões que acendem a chama segundos após a ativação.

Sobre esse assunto, é necessário também manter a válvula de gás fechada, em casas que não contam com sistema canalizado. Ela deve ser aberta somente quando estiver em uso.

Dê preferência a pisos antiderrapantes

No piso mora um grande perigo em casa com crianças. Correndo, brincando ou simplesmente caminhando, escorregar e cair de cara no chão não é algo incomum. Por isso, em áreas como banheiro e cozinha, o ideal é optar por materiais antiderrapantes no solo.

Na sala e nos quartos, por exemplo, vale apostar em tapetes para evitar acidentes. Quedas de crianças costumam causar problemas mais sérios, como quebra de dentes, cortes na região da cabeça etc.

Não arrisque com vidros ou espelhos

No tópico acima, citamos um item que merece prioridade na hora de montar uma casa com crianças. Agora, porém, tratamos do oposto. Apesar de estarem em alta no quesito decoração e beleza do lar, o excesso de vidros e espelhos pode ocasionar ferimentos bem desnecessários.

A altura de móveis envidraçados, por exemplo, deve ser inalcançável aos pequenos. Os espelhos, seguindo a mesma linha, precisam estar posicionados em locais de pouco acesso das crianças. Assim, as chances de acidentes nesses moldes diminuem consideravelmente.

Preste atenção nos móveis do quarto

O quarto é o lugar onde as crianças tendem a passar boa parte de seus dias. Assim como para qualquer outra pessoa, além disso, essa peça precisa oferecer conforto. Portanto, os móveis devem ser detalhadamente planejados para formar um ambiente agradável e eliminar quaisquer riscos.

Itens com quinas, por exemplo, têm de ser evitados. Batidas nessas partes doem, causam inflamações e ainda podem sangrar. Móveis com rodinhas são outros que não fazem falta alguma. A cama, além disso, deve ser segura e, dependendo da idade da criança, dar proteção nas laterais. Vale colocá-la contra a parede.

Como observamos, a presença de crianças dentro de casa exige atenção em inúmeros aspectos. Os pais precisam estar sempre em situação de alerta, mas tão importante quanto isso é a organização correta do ambiente. Planejando o lar de forma prévia ao nascimento de um filho ou adequando-o anos depois, as possibilidades de acidentes caem ainda mais.

Além do que citamos no texto, a localização também figura como um fator fundamental na segurança dos filhos. Sempre que possível, o ideal é escolher uma região com boa reputação e que tenha um entorno adequado às necessidades da família. Afinal, casa com crianças é tudo de bom.

Dentro desse contexto, morar em condomínios pode ser uma excelente alternativa. Quer saber mais sobre o assunto em outro artigo como este? Descubra, então, 7 benefícios de optar pela vida em um condomínio!

Powered by Rock Convert

QUER FICAR SEMPRE INFORMADO ? CADASTRE-SE

Entre em contato
com a gente
>
Pelo WhatsApp

(62) 99444-4279

Prontos para te atender!

Pelo telefone

(62) 3941-1500

Ligue pra nós

Nos envie um e-mail!

Clique e fale com a gente

Agende com um consultor

Escolha o melhor local e horário

Relacionamento com cliente

62 99972-6816

Também via WhatsApp!

Chat

Reunião