Blog


Segurança em condomínio: entenda agora como ela é feita!

01 de março de 2019

A segurança em condomínios é um aspecto determinante na crescente opção por esse tipo de moradia. Atualmente, muitos empreendimentos já têm essa preocupação, entretanto, é importante que o planejamento urbano também seja desenvolvido considerando essa questão.

Ao falar em segurança em condomínios deve-se entender que ela está relacionada tanto com as estratégias de controle externo, como também com a manutenção da qualidade de vida interna. Ficou interessado? Continue a leitura!

Como é feito o planejamento da segurança em condomínios?

O planejamento da segurança pode ser dividido em dois pontos. O primeiro refere-se às demandas tradicionais, como perímetro, muros, cercas elétricas, câmeras, portaria etc. A maior parte dos condomínios desenvolvem esses processos.

No entanto, o cumprimento apenas desses requisitos não garantem a segurança completa dos moradores. Dessa forma, o segundo aspecto fundamental consiste no processo urbanístico para melhorar a segurança. Nessa área podem ser citadas:

  • atenção à curvatura das ruas, visando a redução da velocidade dos veículos;
  • construção de passeios e faixas de pedestre padronizados, evitando a necessidade de deslocamento na via;
  • cuidado no planejamento de equipamentos de lazer infantis, assegurando que estejam a uma distância segura da rua.

Na CINQ esses critérios relacionados com o planejamento urbano são avaliados desde o início do projeto, visando uma segurança para além dos fatores externos, sempre pensando na vida cotidiana dos moradores.

Assim, há a segurança básica, aspecto atendido por grande parte dos projetos atualmente, mas também aquela relacionada ao projeto urbanístico e que visa oferecer tranquilidade e acessibilidade, pensando principalmente em crianças, nas pessoas com mobilidade reduzida e na terceira idade.

Quais são as regras mais comuns em condomínios?

Atualmente, uma das demandas mais importantes de pessoas que optam por morar em bairros planejados e condomínios refere-se à segurança. Para que essa exigência seja cumprida, esses locais costumam ter regras relacionadas com a proteção de moradores e visitantes. Conheça as principais a seguir.

Controle de acesso

O controle de acesso é um dos aspectos mais importantes de um condomínio, pois só podem ingressar nele os moradores, profissionais que trabalham no local e visitantes conforme a autorização prévia de um residente.

Um elemento central nesse controle é a guarita e a presença de porteiro 24 horas para que sempre haja a verificação das pessoas que estão acessando o condomínio.

Normas e políticas de segurança

Cada condomínio tem normas e políticas de segurança próprias, sendo fundamental o desenvolvimento desse manual para que os próprios moradores conheçam as regras que garantem a segurança do local.

Nesse quesito devem ser pensadas tanto normas de acesso e verificação quanto de convivência. Por exemplo, a velocidade dos veículos na área interna do condomínio, a circulação de crianças desacompanhadas dos responsáveis, a presença de animais de grande porte sem focinheira etc.

Além disso, é importante conscientizar os moradores sobre a importância de cuidados ao abrir a porta e guardar ou compartilhar chaves. Outro quesito é que as entregas devem sempre parar na portaria, evitando um alto fluxo de pessoas na área interna.

Participação dos moradores

É muito relevante que a segurança em condomínios tenha a participação dos moradores. Nos empreendimentos da CINQ, por exemplo, a empresa atua junto com a associação de moradores, visando treinar e capacitar sobre a questão da segurança.

Nos mandatos seguintes, a associação atua junto aos condôminos para manter a ordem do local. Destaca-se, entretanto, que todas as estruturas de segurança permaneçam, garantindo mais tranquilidade na manutenção.

Quais são as prioridades referentes à segurança?

Para que se garanta a segurança em condomínios é importante atentar-se às prioridades desse quesito para obter o aspecto funcional do local, como facilidade de acesso para moradores, mas, ao mesmo tempo, assegurar a entrada controlada de visitantes, por exemplo.

Uso de tecnologia

Atualmente, a tecnologia é uma importante aliada para proporcionar mais segurança aos moradores. Ela deve estar presente em estruturas como câmeras de segurança e cercas elétricas, mas também no estudo inteligente do espaço.

Por exemplo, ao entender os desníveis do terreno e não construir um parque infantil ao fim de uma via reta, na qual a velocidade dos veículos aumenta. Esses quesitos garantem um aumento da segurança interna, pois evita-se a ocorrência de acidentes.

Treinamento da equipe

Os profissionais responsáveis pela segurança do condomínio devem ter o treinamento na área para saber lidar com ocorrências adversas e evitar que situações eminentemente perigosas ocorram.

Por exemplo, tendo visão ampla da rua e controle total da guarita para que pessoas não autorizadas não adentrem o local. Também é importante que o acesso nunca fique sozinho.

Planejamento urbano

Os cuidados com planejamento urbano estão no cerne dos empreendimentos da CINQ. O objetivo é que para além da segurança no acesso, como posicionamento estratégico da portaria, também haja tranquilidade ao usufruir os espaços internos do condomínio.

Um exemplo é o planejamento de um fluxo de circulação seguro e acessível. A construtora é responsável por todas as calçadas, garantindo o nivelamento e largura adequados para acessibilidade de pessoas com mobilidade reduzida.

Outras demandas importantes diz respeito à distribuição de faixas de pedestre elevadas, exigindo a redução da velocidade; ruas planejadas com curvaturas adequadas para circulação dos veículos; passagens exclusivas para pedestres, facilitando o deslocamento dentro do condomínio.

Assim, a CINQ compromete-se com a qualidade de vida dos condôminos com garantia da segurança, o que viabiliza um uso mais consciente e tranquilo dos equipamentos internos e um relacionamento mais agradável com a comunidade.

Como é feito o controle da segurança do condomínio?

Após a entrega do condomínio, a segurança deve ser assegurada pela associação de moradores que é responsável pela manutenção do espaço e relacionamento com os colaboradores. Algumas etapas importantes são:

  • garantir a manutenção da sinalização viária, como pintura de faixa de pedestre, viabilizando a continuidade das estruturas planejadas;
  • realizar o treinamento das equipes de portaria, segurança e limpeza para que elas estejam alinhadas com as normas de segurança do condomínio;
  • atuar junto à comunidade para conscientização das medidas de segurança e convivência;
  • realizar a fiscalização de condutas inapropriadas e perigosas, como circulação em alta velocidade nas áreas do condomínio.

Um dos valores primordiais da CINQ é a manutenção da segurança e sossego dos moradores, razão pela qual todo o planejamento urbanístico dos empreendimentos considera esses aspectos, além da atuação conjunta com a associação, visando o preparo necessário para que os próprios condôminos tornem-se comprometidos com essa demanda.

A segurança em condomínios vai muito além das medidas tradicionais de proteção e devem envolver também a garantia da qualidade de vida e convivência dos moradores.

Quer saber mais sobre os empreendimentos da CINQ e a preocupação da empresa com segurança? Converse com nossos especialistas!

Powered by Rock Convert

QUER FICAR SEMPRE INFORMADO ? CADASTRE-SE

Entre em contato
com a gente
>
Pelo WhatsApp

(62) 99444-4279

Prontos para te atender!

Pelo telefone

(62) 3941-1500

Ligue pra nós

Nos envie um e-mail!

Clique e fale com a gente

Agende com um consultor

Escolha o melhor local e horário

Relacionamento com cliente

62 99972-6816

Também via WhatsApp!

Chat

Reunião